TOP
24 de Agosto de 2017
Brasil

Top Ciência da BASF premia trabalhos inovadores para uma agricultura sustentável

  • A 11ª edição premiou 14 estudos dos 262 inscritos em toda América Latina

São Paulo, 24 de agosto de 2017 – A 11ª edição do Top Ciência, promovido pela BASF, que ocorreu nos dias 15 e 16 de agosto, premiou 14 estudos, de um total de 262 trabalhos inscritos em toda a América Latina. O evento é considerado um dos principais fóruns de inovação e discussões voltadas ao desenvolvimento de práticas sustentáveis no mercado agrícola.

Realizado a cada dois anos, o Top Ciência 2017 teve como tema principal técnicas no manejo integrado do sistema produtivo para alcançar bons resultados nas lavouras agrícolas.  Nesta edição, participaram cerca de 400 pessoas, entre pesquisadores, cientistas, agricultores e consultores de diversos países da América Latina, além de representantes de associações, Ministério da Agricultura e colaboradores da BASF.  Os trabalhos destacaram temas relevantes para a agricultura do presente e do futuro, como agrometeorologia, tecnologia de aplicação, manejo de resistência, inovação em produtos, controle fitossanitário e biotecnologia.

“As pesquisas reconhecidas nesses 11 anos de Top Ciência mostram o comprometimento da BASF em promover o desenvolvimento sustentável da agricultura em parceria com instituições e entidades de pesquisa. O intercâmbio de conhecimento entre a BASF e a comunidade científica traz para o mercado soluções inovadoras que contribuem para o manejo nas lavouras, aumentando a produtividade agrícola”, explica Ademar De Geroni, diretor de Pesquisa e Desenvolvimento da Unidade de Proteção de Cultivos da BASF para a América Latina.  

Durante o evento a BASF realizou um levantamento com os participantes para saber a percepção deles sobre temas essenciais visando a garantia de um futuro sustentável da agricultura. Quando perguntados sobre a importância da introdução de novos grupos químicos no cultivo de soja, 52,6% acreditam que esta prática é fundamental para o manejo de resistência. Já 25,7% responderam que a utilização de novos grupos químicos contribui para a preservação das tecnologias existentes no mercado. 

Em outro questionamento, 68,5% dos presentes responderam que as ferramentas digitais ajudam a transformar a produção agrícola. 

Desde a primeira edição do Top Ciência já foram analisados aproximadamente 2.950 estudos em diversos cultivos e 213 trabalhos foram premiados.

Conheça os vencedores do Top Ciência 2017:

 

Sobre a Divisão de Proteção de Cultivos da BASF

Com uma população em rápido crescimento, o mundo está cada vez mais dependente da nossa capacidade de desenvolver e manter uma agricultura sustentável e ambientes saudáveis. A divisão de Proteção de Cultivos da BASF trabalha com agricultores, profissionais agrícolas e especialistas em manejo de pragas para ajudar a tornar isso possível. Com a cooperação desses parceiros, a BASF é capaz de sustentar um robusto pipeline de P&D, um portfólio inovador de produtos e serviços e equipes de peritos no laboratório e em campo para apoiar nossos clientes no sucesso dos seus negócios. Em 2016, a divisão de Proteção de Cultivos da BASF gerou vendas de mais de € 5,6 bilhões. Para obter mais informações, visite-nos em www.agro.basf.com ou por meio de nossos canais de mídias sociais.

Sobre a BASF

Na BASF, nós transformamos a química para um futuro sustentável. Nós combinamos o sucesso econômico com a proteção ambiental e responsabilidade social. O Grupo BASF conta com aproximadamente 114 mil colaboradores que trabalham para contribuir com o sucesso de nossos clientes em quase todos os setores e países do mundo. Nosso portfólio é organizado em 5 segmentos: Químicos, Produtos de Performance, Materiais e Soluções Funcionais, Soluções para Agricultura e Petróleo e Gás. A BASF gerou vendas de mais de € 58 bilhões em 2016. As ações da BASF são comercializadas no mercado de ações de Frankfurt (BAS), Londres (BFA) e Zurich (AN). Para mais informações, acesse: www.basf.com.br.

Last Update 24 de Agosto de 2017