21 de Junho de 2019
Brasil

BASF celebra o orgulho LGBT

  • Um valor para a empresa, a diversidade impulsiona a criatividade e a inovação e é essencial para o sucesso dos negócios
  • Quatro grupos de afinidade auxiliam a promover o tema interna e externamente, endereçando as demandas para mudanças concretas

No mês em que se comemora o Dia Internacional do Orgulho LGBT, celebrado em 28 de junho, a BASF reforça sua atuação pela diversidade, um valor para a companhia na América do Sul e no mundo. A diversidade e a inclusão são vistas como um elemento-chave para o sucesso dos negócios ao promover um ambiente inovador. Para que essa política de diversidade seja uma realidade, a BASF trabalha o tema interna e externamente, desde os processos seletivos, passando pelos programas de desenvolvimento e retenção de talentos, até a sua cadeia de fornecimento, cujos parceiros são informados sobre as políticas de inclusão da empresa e estimulados a ampliar seus esforços para a valorização das diferenças.

A BASF tem uma governança estruturada que contribui significativamente para que as iniciativas de diversidade sejam transversais na companhia. Esse tema foi abraçado pela liderança e seus desdobramentos são debatidos em todas as esferas, desde o Comitê Executivo, passando pelo Comitê de Sustentabilidade, até a implementação pela área de Diversidade, que trabalha para atrair, incluir e desenvolver pessoas em todas as áreas e posições da companhia. Integram essa governança grupos de afinidade formados por colaboradores voluntários, engajados em discutir e implementar políticas que valorizem a diversidade, seja ela voltada à orientação sexual, gênero, raça e pessoas com deficiência.

Atualmente, quatro grupos atuam a partir desses valores na empresa: o Be Yourself @ BASF (BYOU), voltado à diversidade sexual; o Women in Business (WIB), focado na equidade de gênero; o Black Inclusion Group (BIG), que lidera a discussão pela igualdade racial; e o Be Different, voltado à inclusão de pessoas com deficiência (PcD). Dentre as principais iniciativas lideradas por esses grupos estão pesquisas, redefinição de processos e sistemas internos, treinamentos, programas de desenvolvimento de gestores e colaboradores, comunicação interna e externa, eventos e contratação de consultores especializados em temas de diversidade.

“Empresas diversas são mais abertas e inovadoras. E a inovação é essencial para criamos um futuro sustentável, o que significa também desenvolver relacionamentos que geram valor para o negócio e para a sociedade”, destaca Cristiana Brito, diretora de Relações Institucionais e de Sustentabilidade da BASF para América do Sul, que também é apoiadora do grupo BYOU.

Diversidade sexual

Formado em 2016, o BYOU conta com colaboradores voluntários, situados na matriz e nas plantas industriais da BASF. O grupo foi formado um ano após a empresa aderir à carta ‘10 Compromissos da Empresa com a Promoção dos Direitos LGBTI+’, elaborada pelo Fórum de Empresas e Direitos LGBTI+, do qual é apoiadora. Ao assinar o documento, a BASF se comprometeu publicamente a fortalecer e criar ações para a promoção desses direitos, que incluem igualdade de oportunidades, promoção de ambiente respeitoso, seguro e saudável. Assim como os demais grupos, o BYOU conta com o suporte de membros do Comitê Executivo da BASF. O último censo realizado pela companhia na América do Sul, em 2017, mostrou que 5% dos seus colaboradores na região se autodeclararam homossexuais, bissexuais ou preferiram não declarar sua orientação sexual.

Um dos integrantes do grupo, o desenvolvedor de experiências Carlos Henrique Almeida, conhecido como CH, 37 anos, participa ativamente das frentes de comunicação e ações. Uma vez por mês, o grupo faz reuniões com os 34 voluntários no Brasil para direcionar as atividades. “Além de dar ideias e opiniões, eu aprendo muito sobre a realidade e necessidades das outras comunidades, como trans e lésbicas”, conta. Para ele, o BYOU é muito significativo: “Eu posso ser que sou, sem esconder de ninguém. Meus colegas de trabalho também me aceitam bem e me respeitam.”

Mas nem sempre foi assim, ele conta. “Certa vez, em outra empresa, precisei viajar com um grupo de vendas e senti que os outros homens estavam desconfortáveis em escolher quem dividiria o quarto comigo, por ser gay, já que era uma premissa da empresa ficarmos hospedados em duplas. Me senti muito mal e excluído. No fim, deu certo e um colega se ofereceu. Hoje, me sinto muito confortável na BASF e com a política de diversidade que a empresa oferece”, diz o funcionário, que também é ator profissional, cantor e dançarino de ballet clássico, jazz e sapateado.

Nos últimos anos, o grupo voltado à valorização da diversidade sexual conquistou muitos avanços dentro da companhia, dentre eles adaptações nos processos seletivos e processos internos que culminaram, em 2017, com a contratação da primeira estagiária trans. O BYOU se reúne mensalmente e é por meio dele que a empresa identifica as principais demandas e desafios. Um exemplo é a liderança inclusiva, que se tornou um dos tópicos dos cursos de desenvolvimento da BASF, fazendo com que o treinamento de vieses inconscientes seja obrigatório para toda a liderança desde o ano passado.

“Mais do que só contratar, buscamos atrair talentos e incluir de fato essas pessoas e fazer com que se sintam bem-vindas e incluídas independentemente da opção sexual que tenham”, afirma Bruno Barreto, responsável pelo tema Diversidade na BASF para a América do Sul. “Valorizamos a diversidade dentro e fora de empresa, trabalhando junto à nossa cadeia de valor e à sociedade para que essa premissa seja compartilhada e respeitada por todos”, destaca.

Outras iniciativas

A BASF é ainda cofundadora do Integrare, uma OSCIP que promove a transformação econômica e social no campo empresarial, a partir da evolução de processos, qualificação profissional e valorização da inclusão e da diversidade na cadeia de suprimentos. Com este propósito, o Integrare aproxima as grandes corporações de empresas lideradas por negros, pardos, indígenas ou PcDs (pessoas com deficiência), gerando novas oportunidades e negócios que antes não seriam possíveis. Além disso, por meio da Fundação Espaço ECO (FEE) – uma OSCIP para sustentabilidade, instituída e mantida pela BASF desde 2005 – a BASF também fomenta a inclusão no ambiente corporativo e na sociedade, mostrando o quanto a diversidade é um fator crítico para a qualidade das relações, para a inovação e, consequentemente, para os negócios.

Reconhecimento

Essa política também rendeu à companhia reconhecimento externo. No ano passado, a BASF foi reconhecida como a ‘Melhor Empresa para Trabalhar’ no Brasil, na categoria Químico e Petroquímico, pela revista Você S/A, com um destaque especial para as suas ações de diversidade. Além disso, está dentre ‘As 50 Mais Amadas’ do ranking organizado pela plataforma de avaliação Love Mondays e as 25 ‘Melhores Empresas para Trabalhar’ eleitas pala plataforma de vagas de empregos Indeed. A BASF recebeu ainda destaque na categoria Direitos Humanos do ‘Guia Exame de Sustentabilidade 2018’ pelas suas iniciativas para promover a diversidade.

Mês do orgulho LGBT

Após realizar ações de conscientização interna durante o Dia Internacional contra a Homofobia, Transfobia e Bifobia, comemorado em 17 de maio, a BASF contará com outras ações durante o mês de junho. Além de participar da 23ª Parada do Orgulho LGBT, em São Paulo (SP), a empresa realizará a primeira edição do LGBTalks, evento que irá discutir os avanços e desafios para a inclusão e valorização da diversidade sexual dentro e fora das empresas.

Sobre a BASF

Na BASF criamos química para um futuro sustentável. Nós combinamos o sucesso econômico com proteção ambiental e responsabilidade social. O Grupo BASF conta com aproximadamente 122 mil colaboradores que trabalham para contribuir com o sucesso de nossos clientes em quase todos os setores e países do mundo. Nosso portfólio é organizado em 6 segmentos: Químicos, Materiais, Soluções Industriais, Tecnologias de Superfície, Nutrição e Care e Soluções para Agricultura. A BASF registrou vendas de € 63 bilhões em 2018. As ações da BASF são comercializadas no mercado de ações de Frankfurt (BAS) e como American Depositary Receipts (BASFY) nos Estados Unidos. Para mais informações, acesse: www.basf.com/br

Last Update 21 de Junho de 2019