Brasil

1945-1964

Badische Anilin & Sodafabrik Aktiengesellschaft é fundada novamente em 30 de janeiro de 1952, após a ocupação sob administração militar francesa e anos de negociações relativas à cisão da I.G. Farben. Inicialmente, reduzida às suas principais fábricas em Ludwigshafen e linhas de produtos tradicionais, a BASF ainda foi capaz de fazer parte do boom econômico iniciado na década de 1950.

Com o final da Segunda Guerra Mundial, em 1945, os sites de Ludwigshafen e Oppau estavam em ruínas, após 65 ataques aéreos e mais de 40 mil bombas. Um terço das fábricas ficou completamente destruído, e o resto muito danificado, reduzindo em 45% a capacidade total de produção. Os trabalhos reiniciaram somente depois que edifícios são reconstruídos, um por um. Em 1947, foi realizada a primeira eleição do conselho de trabalho, o que levou à adoção de uma série de políticas sociais estabelecidas no primeiro acordo de trabalho em 1955.

 

As antigas instalações em Ludwigshafen e Oppau, se tornaram em 1948 as seções Sul e Norte do site de Ludwigshafen. E, em 1949, uma nova área de aplicação foi iniciada, para fabricação do herbicida U46. De ação seletiva e usado principalmente em culturas de cereais, o U46 passou a ser comercializado após três anos de testes na Estação de Pesquisa Agrícola da BASF. 

 

1951 visualiza a descoberta de um plástico destinado a conquistar os mercados do mundo: o Styropor. A espuma branca rígida consiste em 98% de ar com excelentes propriedades de isolamento, o que entusiasma engenheiros civis e designers de embalagem já que o produto se tornou popular tanto para o isolamento de telhados, paredes e tetos, quanto para embalar porcelana frágil ou alimentos congelados. Outros materiais desenvolvidos de isopor branco, que também são utilizados como isolantes, complementaram a gama de produtos da BASF, dentre eles o Styrodur verde de poros finos e o Neopor cinza grafite. O Styrodur adquiriu a maturidade de produto em 1964, e o Neopor foi apresentado pela BASF em 1998.

Depois das negociações prolongadas de cisão, a Badische Anilin & Sodafabrik Aktiengesellschaft volta como uma das três empresas sucessoras da IG Farben, em 30 de janeiro de 1952, mantendo o tradicional nome por um longo período – apenas em 1973, o nome da empresa é atualizado para BASF Aktiengesellschaft. Com esta nova fase, uma nova filosofia de empresa também se tornou necessária, já que dentro do conglomerado IG Farben, Ludwigshafen foi, por muito tempo, um fornecedor de matérias-primas e um fabricante de equipamentos de alta pressão. A administração precisou ser estabelecida, e as áreas de negócio reestruturadas, ampliadas e remodeladas. Da mesma forma, os mercados de exportação precisaram ser desenvolvidos.

 

Em 1953, em colaboração com a Deutsche Shell, a BASF fundou a primeira fábrica alemã de produção petroquímica, a Rheinische Olefinwerke GmbH (ROW), em Wesseling, no rio Reno, entre Bonn e Colônia. A empresa produzia principalmente o plástico polietileno sob a marca BASF Lupolen, com o petróleo em substituição do carvão como matéria-prima para as sínteses químicas. Os hidrocarbonetos produzidos a partir do petróleo demonstraram os seus benefícios, começando, na Alemanha, uma nova era em química: a petroquímica.

Os anos de reconstrução entre março de 1945 e da reforma monetária de 21 de junho de 1948 têm foi, certamente, sido os anos mais difíceis da história da BASF. O que conseguimos teria sido impensável sem a dedicação de toda a força de trabalho, que realizou suas tarefas desafiadoras lealmente em condições difíceis e com muito pouca comida."

Carl Wurster (1900 - 1974), presidente do Conselho de Administração entre 1952 e 1965, sobre o restabelecimento da BASF em 1953

Em 1955, pela primeira vez desde a guerra, a BASF retomou as atividades de produção fora da Alemanha. Juntamente com a empresa M. Hamers, fundou Companhia de Produtos Químicos Idrongal, em Guaratinguetá (Brasil), que já produzia pequenas quantidades de Styropor em 1958. Um ano depois, a empresa passou a fabricar hidrossulfito de sódio, Rongalit e polímeros em dispersão. Até hoje, Guartinguetá é o maior site da BASF na América do Sul. Nos anos seguintes, outras empresas se formaram a partir da BASF, como a Sulfisud S.A, na Argentina, uma joint venture com empresas locais que iniciou a produção de corantes auxiliares como hidrosulfito e o Rongalit em 1959; a Dow Badische Chemical Company, criada em conjunto com a Dow Chemical Company em Freeport (Texas/USA), que começou produzindo produtos químicos básicos e intermediários de fibra em 1959, e, posteriormente, as fibras; e a Dispersions Plastiques S.A., na França, joint venture com parceiros locais para fabricar o Styropor e polímeros em dispersão à base de acrilato. Com isso, as ações da BASF passaram a ser negociadas na Bolsa de Valores de Paris no final de 1959 e, no início de 1960, em outras três bolsas suíças: Zurique, Basileia e Genebra.

Verbund Site Antwerp, Belgium

O segundo centro de produção mais importante do Grupo BASF está localizado em Antuérpia (Belgica). O site da Verbund tem cerca de seis quilômetros quadrados de extensão e inclui cerca de 50 plantas, agrupadas em 15 grupos de produção integrados

A partir daí, novas mudanças acontecem na BASF. As instalações de pesquisa foram reestruturadas em 1962 e os laboratórios de plásticos e corantes tornaram-se unidades independentes ao lado das duas instalações tradicionais: o laboratório central de pesquisa e o laboratório de amônia, integrando as principais áreas de aplicação da companhia. Em 1963, a Yuka Badische Company Ltd., a fábrica operada como joint venture com um parceiro japonês, começou a produzir o Styropor no Japão. Devido aos obstáculos enfrentados pelas empresas não japonesas no mercado local, a BASF assumiu a mesma abordagem nas outras operações japonesas, e somente em 1988 abriu sua própria fábrica para a produção de auxiliares. No mesmo ano, o departamento de aplicações da BASF ampliou, pela primeira vez, suas atividades de suporte ao cliente para incluir o design e realizou a "Competição Internacional Luran" com o objetivo de fornecer exemplos pioneiros de plástico moldado em bens de consumo estéticos. O fácil processamento por moldagem de injeção combinado com a alta resistência e propriedades de resistência térmica transformaram o copolímero de poliestireno da BASF em um best-seller para aplicações técnicas e eletrodomésticos, duplicando a capacidade de produção da empresa para o Luran. 

 

Em 1964, a BASF estabeleceu um site em Antuérpia, Bélgica, que logo se tornou o segundo maior da BASF na Europa por conta do fácil acesso a matérias-primas e de excelentes ligações de transporte para clientes no exterior. O site produzia fertilizantes, intermediários de fibras, plásticos e produtos químicos. Também em 1964, um novo herbicida seletivo, para uso no cultivo de beterraba sacarina, foi lançado: o Pyramin.