TOP
Brasil

Uma solução da
terra para a terra

Imagine um produto que é resultado de um ciclo que respeita o meio ambiente. Engana-se quem pensa que essa é uma ideia futurista: graças a uma matéria-prima inovadora da BASF, sacos e copos plásticos já são fabricados de maneira sustentável. Produzido em parte a partir do milho, o ecovio® é uma linha de polímeros que, se encaminhados da maneira correta para usinas de compostagem, se transforma em adubo. Uma cadeia que começa e se encerra na terra.

Este é o jeito E da BASF, que une produtividade e sustentabilidade. É assim que criamos química para um futuro sustentável e contribuímos para um mundo que ofereça mais qualidade de vida para todos.

Para que esse conceito de economia circular seja aplicado, todos os envolvidos na fabricação, compra e uso de itens com ecovio® precisam ter consciência da importância do descarte correto dos produtos. Parceira da BASF há quatro anos, a Oeko produz diversos tipos de embalagens com ecovio®. "Estimulamos o desenvolvimento da infraestrutura de compostagem e, assim, ajudamos a criar mais um mercado", explica João Carlos Moreira, diretor da empresa.

Atualmente com 140 clientes, como hospitais, fábricas e restaurantes, a Oeko se compromete a fechar parcerias confiáveis. "Os produtos são comercializados somente para clientes que encaminham os resíduos gerados nas suas operações para a compostagem", assegura João Carlos. De acordo com o empresário, há oportunidade de crescimento do setor de produtos sustentáveis, mas é preciso investimento. "A economia linear perpetua o desperdício, então a sociedade está exigindo uma demanda consciente. A situação é irreversível."  

A BASF também fornece, desde 2017, o ecovio® para a Bellocopo, do grupo Isoforma. Apesar de a venda de copos compostáveis ter começado há apenas três meses, o CEO Ricardo Mello já negocia com 30 empresas e reforça que a tendência é expandir o negócio para milhares de clientes. “Além disso, temos uma meta de desenvolver talheres e pratos biodegradáveis. A ideia é que essa linha se torne o nosso carro-chefe em um período de 5 anos.”

A Bellocopo auxilia seus parceiros a encontrarem empresas de gestão de resíduos que destinam os produtos para usinas de compostagem. “Temos de assegurar que os clientes entendam a importância da destinação correta dos resíduos para termos um ciclo de uso e descarte sustentável”, afirma.  

Entenda o ciclo

O ecovio® da BASF leva ácido polilático (PLA) e ecoflex®, obtido a partir de matérias-primas renováveis à base de milho. Juntos, eles formam um composto que pode se transformar em filmes plásticos, sacos e sacolas para resíduos orgânicos e copos.

Para que esses produtos passem pelo processo de biodegradação correto, é necessário um descarte consciente em plantas de compostagem em conjunto com os demais resíduos orgânicos. Assim, se tornarão adubo em até 180 dias.

Bom exemplo no Chile

Também sob a ótica da economia circular, a BASF desenvolveu em 2016 o programa Compostable Future, aplicado nas regiões de Providencia e La Reina, em Santiago. O propósito é conscientizar os habitantes da importância da compostagem e de como é simples realizá-la, reduzindo a quantidade de resíduos enviados aos aterros sanitários. Além disso, o projeto prova que o cumprimento de todos os elos da cadeia é sim uma realidade.

Na ação, a BASF entrega sacos de lixo feitos de ecovio® em 204 residências para que as pessoas os utilizem para descartar restos orgânicos. Em uma etapa seguinte, graças a uma parceria com a Hope Chile, empresa especializada em reciclagem, as sacolas são transferidas para a usina de compostagem industrial Idea Corp.  

Para mais informações sobre esse produto, escreva para: materiaisdeperformance@basf.com

Saiba mais sobre o ecovio® no ConnectTime, o podcast da BASF