TOP
Brasil

Embalagens biodegradáveis para um futuro sustentável

Em 2017, somente 17% de 12 milhões de toneladas de lixo foram recicladas na Colômbia. Aterros sanitários entraram em colapso em cidades como Bogotá, Bucaramanga e Buenaventura devido ao desperdício, já que 56% do plástico consumido por pessoa tem somente um uso, de acordo com um relatório emitido pelo Departamento Administrativo Nacional de Estatística (DANE). Diante deste cenário, o governo colombiano aprovou uma lei de responsabilidade estendida ao produtor, que obriga fabricantes e fornecedores a fecharem o ciclo de resíduos por meio do Plano de Gestão Ambiental de Resíduos de Contêineres e Embalagens.

Para combater essa situação e promover mais sustentabilidade, a GreenPack, em parceria com a BASF, inovou no uso do ecovio® como uma proteção contra a umidade em embalagens para alimentos. Composto por ecoflex® (polímero) e ácido polilático (PLA), é obtido a partir de matérias-primas renováveis à base de milho.

Esse é o Jeito E da BASF, que une produtividade e sustentabilidade. É assim que criamos química para um futuro sustentável e contribuímos para um mundo que ofereça mais qualidade de vida para todos.

"Graças ao ecovio®, conseguimos oferecer embalagens com proteção contra a umidade e excelente vedação, que responde às necessidades de nossos clientes", afirma Sonia Méndez, diretora da Greenpack.

A solução BASF é aplicada em caixas para transporte de alimentos ou embalagens para granolas, café e outros produtos orgânicos de exportação que requerem uso prolongado e que são 100% biodegradáveis. O produto facilita o descarte de resíduos, que podem ser dispensados com restos de alimentos em embalagens de materiais orgânicos.

“O principal objetivo é apoiar a Greenpack para que a empresa firme seu portfólio no mercado colombiano e siga trabalhando em conjunto com a BASF para uma produtividade mais sustentável”, diz Daniel Florez, consultor de Negócios de Materiais de Rendimento da BASF.

O ecovio® é o primeiro polímero 100% biodegradável compostável da BASF e possui certificações globais. Os produtos fabricados com essa matéria-prima podem desaparecer, em condições de compostagem, em até 90 dias.

“Os produtores estão em busca de soluções alternativas para cumprir a lei e contribuir para a redução do uso de plástico na Colômbia, o que está acontecendo por meio da conscientização”, afirma Sonia Méndez.

Atualmente, a empresa usa o ecovio® na fabricação de embalagens laminadas e sacolas biodegradáveis compostáveis, o que colabora com um ambiente mais produtivo e sustentável.


Para mais informações sobre esse produto, escreva para: daniel.florez@basf.com