TOP
Brasil

Produtividade na cadeia automotiva sem desperdícios

A fábrica da BASF localizada em Indaiatuba, no interior de São Paulo, é responsável pela produção de catalisadores automotivos. No local, grandes tanques produzem o slurry, uma espécie de pasta que, aplicada a um elemento cerâmico ou metálico e depois calcificada, forma o produto final, um componente fundamental nos veículos que, instalado dentro do escapamento, é capaz de reduzir em mais de 90% os poluentes produzidos pelos motores à combustão. Para aumentar a produtividade de forma consciente e atender todas as demandas das principais montadoras do país, foi desenvolvido um software capaz de captar informações em tempo real e verificar se há a quantidade ideal de estoque.

Este é o jeito E da BASF, que une produtividade e sustentabilidade. É assim que criamos química para um futuro sustentável e contribuímos para um mundo que ofereça mais qualidade de vida para todos.

“Equipes de trabalho foram criadas com o propósito de atacar os problemas que mais afetavam o todo da cadeia produtiva, utilizando critérios de priorização", afirma Antonio Carlos Cipolli, gerente responsável pelo fábrica de Indaiatuba.

Como funciona a ferramenta?

O software aperfeiçoa o sistema de estoque. "Ele analisa o que estamos vendendo e, ao mesmo tempo, recebendo da produção. Com esse balanço é possível identificar se a empresa está em uma zona segura e adequada de estoque", explica Thiago Augusto Simões, gerente do projeto.

Por meio de um sistema de gestão visual é possível saber a ordem de prioridade a ser seguida e o risco de indisponibilidade de estoque na planta. Acima do esperado, a cor apresentada é a verde. O amarelo mostra uma zona equilibrada e o vermelho indica pouquíssimas quantidades de produto. Em caso de estoque vazio, a cor preta aparece.

Benefícios e resultados

O investimento na fábrica de Indaiatuba é um exemplo dos benefícios da indústria 4.0. Após a implementação prática de todo o planejamento, os resultados vieram: maior produtividade e redução de desperdícios. As torres que produzem slurry se tornaram ainda mais eficientes e aumentaram sua produção de 19% para 47%. O tempo total de produção foi reduzido em 25%, assim como as horas homem de produção. O resultado final foi um aumento de produtividade de 30%.

O envolvimento de todas as áreas e equipes, como Supply Chain, produção e operação, proporcionou ainda mais integração na empresa. Assim, todo esforço levou a BASF a assegurar as demandas dos clientes, suportando o crescimento correspondente da demanda de mercado sem necessidade de investimento em máquinas e infraestrutura.

Pioneira nos estudos sobre emissão de poluentes na década de 70, a BASF criou o catalisador de três vias e recebeu da ONU o Prêmio da Década de 1980 e a Medalha Nacional de Tecnologia pela invenção. Desde que foram inventados, os catalisadores da BASF contribuíram para que carros, motos e caminhões deixassem de lançar no ar mais de um bilhão de toneladas de poluentes como o monóxido de carbono (CO) e óxidos de nitrogênio (NOx).

Para saber mais sobre esse projeto, escreva para thiago.simoes@basf.com e antonio-carlos.cipolli@basf.com