Cookies help us deliver our services. By using our services, you agree to our use of cookies. Learn more

TOP
Brasil
Sustentabilidade

Desenvolvimento econômico, social e sustentável caminham juntos e a favor dos profissionais de pintura

Ampliar seu impacto social e valorizar seus parceiros e públicos de relacionamento são ações que fazem parte da estratégia e propósito da Suvinil, marca de tintas imobiliárias da BASF. Com a crise gerada pela Covid-19 no Brasil, a marca entendeu ainda mais a importância de se unir a empresas que possuam esses mesmos valores e, dessa forma, atuar a fim de minimizar os impactos desse cenário desafiador de 2020.

O programa Pintar o Bem foi criado para apoiar pintores e pintoras de todo o Brasil, por meio de informação qualificada sobre formas de acesso a recurso, bem-estar e saúde dos profissionais e de seus familiares, além de um fundo solidário que arrecadou mais de R$ 1 milhão e proporcionou auxílio a mais de 1.950 profissionais do setor. 

Os pintores e pintoras de todo o Brasil foram convidados a acessar o conteúdo na plataforma: https://www.pintarobem.com.br/ e, também, a se cadastrar para o apoio financeiro complementar. Após uma análise prévia, foram selecionados aqueles que se encontravam em situação de maior vulnerabilidade social para receberem o benefício de R$600, divididos em três parcelas mensais, para alimentação e saúde. 

Idealizado pela Suvinil, em parceria com o CIEDS (Centro Integrado de Estudos e Programa de Desenvolvimento Sustentável) e o Banco Afro, o Pintar o Bem foi criado em menos de 15 dias e promoveu impacto social e inclusão financeira, em um cenário incomum em que os profissionais tiveram sua renda reduzida. O programa conseguiu mobilizar a cadeia de valor da Suvinil e ganhou vida graças ao apoio de muitos outros parceiros: foram mais de 100 doadores que se juntaram à iniciativa por intermédio do financiamento coletivo.

“Nosso desejo era que a plataforma atendesse às principais necessidades dos profissionais de pintura, trazendo uma relação ainda mais próxima. Nosso compromisso, em criar valor para compartilhar com a sociedade, anda junto com os resultados econômicos que geramos. É dessa forma que conseguimos causar um impacto positivo cada vez maior para nossos parceiros, além do acesso à informação qualificada na obtenção de auxílios em programas públicos e privados e contribuindo com esse grupo tão essencial para a nossa marca, que são os pintores”, afirma Marcos Allemann, vice-presidente de Tintas Decorativas para América do Sul.

A iniciativa, que propôs a construção de uma rede colaborativa em favorecimento aos profissionais, foi concebida para contemplar com apoio financeiro complementar, inicialmente, 1.500 profissionais. No entanto, com o interesse de parceiros, outras companhias e da sociedade o programa conseguiu aumentar o impacto e apoiar quase 2.000 pintores e pintoras. 

Incentivo e valorização aos profissionais que colorem paredes e vidas

A parceria entre os profissionais de pintura e a Suvinil vem de longa data. A marca realiza treinamentos frequentes para grupos de pintores e pintoras em todo o País, além de outros projetos que contribuem positivamente para que eles se capacitem e se desenvolvam na profissão, em todos os momentos.  

Evandro Monteiro (38), de Paranaíva (PR), que já tem mais de 13 anos de carreira na pintura, comentou o quanto é feliz e realizado na profissão que escolheu para a vida. “Você pega a casa destruída, com infiltração. O cliente quer vender, quer se mudar porque não está satisfeito ali. Aí ele te contrata e você resgata o amor da pessoa pela casa. O cliente fica pasmo com as cores, é gostoso ver a transformação”, comenta o pintor.

O apoio oferecido pelo Pintar o Bem trouxe ao Evandro e sua família (esposa grávida e 4 filhas) a esperança para enfrentar esse momento até chegar a fase de uma consciente retomada ao trabalho. Logo que soube da plataforma, por meio do grupo de Facebook da Suvinil, Evandro se inscreveu e foi selecionado para o apoio financeiro complementar. Foi um misto de alegria e alívio! “Calcularam um valor justo para todo mundo, dá para você ter o básico dentro de casa: arroz, feijão, macarrão. É uma ajuda e tanto, estou super agradecido”. 

O pintor ainda aproveita o momento e lembra o quanto a união e a solidariedade são importantes em tempos difíceis. “Todos estão passando por perrengues, então, todo mundo precisa se ajudar. Você colabora com um e outro te auxilia, você tem amor ao próximo, algo de bom vem até você. Para a minha família e para outros pintores veio o Pintar o Bem e assim seguimos com esperança de que tudo vai melhorar. Precisa acreditar”, finaliza o paranaense.

Parcerias que geram Sustentabilidade e Valor

Para fazer o programa Pintar o Bem acontecer, a Suvinil deu às mãos a parceiros estratégicos e comprometidos com iniciativas sociais: o CIEDS e o Banco Afro. O CIEDS é uma organização social com mais de 20 anos de atuação em soluções sociais com apoio à geração de renda, a saúde e a educação qualificada, e agregou ao Pintar o Bem sua experiência na atuação com populações em situação de vulnerabilidade social em território nacional, a definição dos elementos de análise e a governança dos principais processos de seleção.

“Para o CIEDS, construir esse programa com a Suvinil foi promover um futuro melhor e com mais confiança para milhares de pintores e suas famílias. O projeto que uniu tecnologia, inovação e alto impacto social e que nos permitiu, coletivamente, criar oportunidades novas e sustentáveis para passarmos por este momento e voltarmos a viver dias mais coloridos”, diz Vandré Brilhante, Diretor-Presidente do CIEDS.

Já o Banco Afro, uma fintech que tem como missão o empoderamento financeiro e a fomentação do consumo consciente, viabilizou a chegada e a distribuição do recurso por intermédio de uma conta digital criada e destinada com exclusividade aos beneficiados. “O Banco Afro tem em seu DNA o propósito de levar representatividade e acesso aos menos favorecidos por meio de soluções financeiras e tecnológicas. Acreditamos que unindo forças podemos ajudar milhares de pessoas a passarem por essa fase de uma forma menos traumática. Conhecemos o efeito multiplicador que iniciativas como o "Pintar o Bem" podem causar, então convidamos todos os parceiros a apoiarem a causa", descreve Diego Reis, CEO do Banco Afro. 

Inspirar o Bem

A rede de solidariedade gerada pelo programa Pintar o Bem serviu de inspiração para outras marcas lançarem projetos similares. Entre um dos exemplos está a Leo Madeiras, com o “Marcenaria do Bem”, uma ação que visou minimizar os impactos da crise e valorizar os marceneiros. A iniciativa foi criada por meio do Instituto Leo, entidade do terceiro setor mantida pela Leo Madeiras, e contou com parcerias com a Duratex S.A., o Banco Afro e a própria Suvinil. 

“Esta iniciativa é 100% inspirada no programa Pintar o Bem, lançado em abril pela Suvinil também junto com o CIEDS. Eles investiram R$ 1,3 milhão e o projeto foi tão positivo que acabou servindo de inspiração para que nos mobilizássemos também. Afinal, sem os pequenos marceneiros, nós nem estaríamos aqui. Eles sempre foram a nossa principal clientela e agora é hora de tentarmos retribuir um pouco”, afirma Andrea Seibel, CEO da Leo Madeiras.  

“Acreditamos no potencial das redes colaborativas e na força da corrente do bem que une empresas aos demais elos da cadeia em causas sustentáveis. Com os dois programas, Pintar o Bem e Marcenaria do Bem, a Suvinil e a Léo Madeiras se voltaram aos profissionais que mais apoiam os seus negócios, pintores e marceneiros, para auxiliá-los financeiramente e com informações pertinentes a esse momento crítico. Além disso, ainda criam uma onda positiva que atraiu novos parceiros dispostos a dialogar e reforçar essas iniciativas”, explica Juliana Hosken, diretora de marketing da Suvinil.

Produtividade E Sustentabilidade para profissionais de pintura

A iniciativa da Suvinil com o programa Pintar o Bem, durante o período de pandemia provocada pela Covid-19, reforça o Jeito E da BASF e destaca a importância de associar produtividade E sustentabilidade. Dessa forma, a ação que auxiliou os pintores e pintoras do país E colaborou com a entrega de conteúdos relevantes mostra a importância de mobilizar esforços E ajudar quem precisa.  

Com a união de empresas consistentes E realmente preocupadas com a sociedade, o Pintar o Bem apoia aqueles que transformam paredes, ambientes e histórias, os pintores e pintoras e ensina que é possível ser solidário em meio à crise. O projeto contribuiu com vários Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU, como: 

ODS 1 – Acabar com a pobreza em todas as suas formas, em todos os lugares

Com seu fundo de mais de R$ 1 milhão, Pintar o Bem auxiliou 1.955 profissionais;

ODS 2 – Acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar e melhoria da nutrição e promover a agricultura sustentável

O programa também inspirou projetos que impactarão diretamente na geração de renda, educação, alimentação e saúde para outros profissionais;

ODS 3 – Assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos, em todas as idades

Com conhecimento, conteúdo qualificado sobre recurso, saúde e bem-estar, além do apoio financeiro complementar, o Pintar o Bem conseguiu oferecer suporte às necessidades essenciais dos pintores (alimentação e saúde) no momento de crise;

ODS 8 – Promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, emprego pleno e produtivo e trabalho decente para todos

Com o fundo solidário, o programa possibilitou que os profissionais da área pudessem manter sua vida pessoal, social e econômica mais equilibrada;

ODS 10 – Reduzir a desigualdade dentro dos países e entre eles

O projeto fez com que pintores e pintoras de todo o País fossem valorizados e contribuiu para seu equilíbrio durante o momento da crise;

ODS 17 – Fortalecer os meios de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável

Pintar o Bem inspirou outras marcas, e com isso, apoiou profissionais da marcenaria, ampliando seu poder de atuação e auxílio.

ODS_Port.png